Rodas Sem Fronteiras | Rumo aos países nórdicos: 27.05.2023 - 18.06.2023

R Rodas Roteiro 21 05 2023
PDF – 352,5 KB 52 transferências
Classificação: 5 estrelas
1 voto

Rodas Sem Fronteiras 2023: Cidades principais  

Classificação: 5 estrelas
3 votos

Diária da viagem


Preparativos da viagem e chegada à Alemanha - 26.06.2023

Chegando o dia da viagem tão esperado há tanto tempo. Os moto homes, ticket para ferry boot de Helsinki a Tallinn, planejamento do roteiro, seguros de saúde, obrigatório para visitantes fora da comunidade europeia, tickets aéreos. Enfim, quando começa uma viagem de Rodas Sem Fronteiras, os preparativos já começaram meses antes. Nesta caso não foi diferente. Tudo começou com uma ideai, sugestão em Janeiro de 2022 e logo, logo o roteiro e a trajetória se concretizou e com isso também se formou o grupo de 11 participantes e a necessidade de alugar 3 moto homes e uma logística diferente em relação às demais aventuras quando partimos geralmente de São Paulo Brasil. 

 

Desta vez, contamos com participantes de 3 pessoas da Alemanha e 8 vindo do Brasil. O primeiro grupo chegou na quinta-feira, dia 25.06.2023 com a missão de retirar os três motos homes da locadora e equipará-los com material básico de alimentos. O segundo grupo chegou no dia seguinte, dia 26.06.2023 em Stuttgart, Alemanha, tendo tempo assim, para organizar ainda neste dia os moto homes e para uma jantar de bem vindo, pois o dia seguinte a saída e inicio da viagem é programada para 4 horas de manha.

Dia 1: Partida de Wildberg, Alemanha a Copenhagen, Dinamarca: 27.05.2023

Atravessamos a Alemanha do Sul a Norte e chegamos após 15 horas e 1.150 km rodados na cidade de Copenhagen, Dinamarca. Testamos na primeira etapa os moto homes e os recursos deles. Tudo tranquilo, tudo certo. Em Copenhagen conseguimos um estacionamento com estrutura no Kastrup Campervan ParkingLugar no porto, muito central, banheiro e duchas, cerca de € 25 por carro e dia, e apenas 20 min de bicicleta até o centro da cidade.

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Impressões da viagem de Wildberg Alemanha a Copenhagen, Suécia - 1.130 km 


Dia 2: Cidade de Copenhagen 28.05.2023

O que podemos dizer sobre Copenhagen? É uma cidade linda, espaçosa, capital da Dinamarca com cerca de 640.000 habitantes. A Dinamarca continua uma monarquia constitucional super bem conservada, mas apenas constitucional. O governo com seu parlamento e primeiro ministro/ministra de fato governa esse pais, rica em cultura, tecnologia e historia. A rainha Margrethe II, já está no poder há mais de 50 anos e representa Dinamarca com a sua família real.

 

Tem curiosidades como a "cidade independente de Christiana", Castelo Rosenborg, ..., passeio de barco pelas Ilhas e canais de Copenhagen e finalmente a visita da pequena serreia, que sinceramente é bem pequena!

Citymap Kopenhagen
PDF – 417,0 KB 38 transferências

Copenhagen do seu lado mais bonito ...

Dia 3: De Copenhagen, Suécia a Oslo, Capital da Noruega 29.05.2023 - 603 km

Partimos do nosso Camping Kastrup Parking pontualmente às 9 horas com rumo ao Oslo, Noruega. São estradas exemplares, inclusive a travessia à Malmö (Oresund) que parcialmente um túnel embaixo do mar com subida a uma pequena ilha e continuação via viaduto ao outro lado do pais. a travessia custa cerca de € 32 para um moto home de 6 m. Subindo a costa do mar báltica entrando na Suécia e passando por Gotheburg, sempre sentido norte, e após 9 horas chegamos ao Topcamp Ekeberg*****, com vista panorama à cidade de Oslo. Já estamos convivendo os dias longos e mesmo às 23:30 horas não queria escurecer. Ah, não posso esquecer. Quando entramos na Suécia, sim, houve um controle mesmo dentro da Comunidade Europeia, e sim, todos os motoristas precisava fazer o teste de bafômetro. Deve se perguntar que passamos? Sim, todos :-)

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Impressões  da viagem de Copenhagen a Oslo - 630 km

Dia 4: Cidade de Oslo 30.05.2023

O Topcamp Ekeberg é super bem localizada. Basta descer o morro e em cerca de 35 min se consegue chegar ao centro (opera) da cidade. Aproveitamos para conhecer a cidade melhor um ônibus "Hip and Hop" por € 40 por pessoa, que passa por um trajeto turístico fixo e se pode entrar e sair quantas vezes quiser. Bom, a cidade de Oslo com cerca de 635.000 (2015) habitantes, porém, não é muito grande e facialmente consegue explorara a pé. Os preços para restaurantes, bares, bebidas alcoólicas são altos, alias, muito altos, e tiram um pouco o gosto de experimentar a culinária da Noruega. Um copo de cerveja de 300 ml facilmente pode custar € 10 (2023) em bar qualquer. Não encontrei uma identidade clara de Oslo. Muito prédios modernos, cidade bastante limpa, mas na minha opinião particular, não me apaixonei por ela. Bom, sim, o avanço de carros elétricos e visível e um Tesla faz parte comum dos carros circulando pela cidade

Streetmap Oslo
PDF – 788,2 KB 52 transferências

Dia 5: De Oslo, Capital da Noruega a Stockholm, Capital da Suécia  31.05.2023 - 510 km

Partimos do nosso Camping Ekeberg ao meio dia, sabendo que daqui para frente basicamente não vai mais anoitecer a grande vantagem viajando no verão pelo países nórdicos. A partir de hoje contamos com mais um membro de Rodas Sem Fronteiras, a Renate que veio de avião a Oslo e acompanhará  daqui o resto da viagem. São apenas 510 km a Stockholm capital de Suécia, com estradas maravilhosa e paisagem deslumbrante. Às 20 horas já chegamos a nosso novo destino, o Bredäng Camping Stockholm, Um camping fora da cidade mais apenas 5 min a pé até o próxima estação de metro que leva ao centro da cidade 

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Impressões  da viagem de  Oslo a Stockholm - 510 km

Dia 6: Cidade de Stockholm 01.06.2023

Stockholm, capital da Suécia com cerca de 950.000 (2017) habitantes é a maior cidade na Escandinávia possui uma historia de mais de 700 anos. Como Noruega e Dinamarca a Suécia também é uma monarquia constitucional com o rei atual desde 1973 o Carl XVI. Gustaf que apenas representa o pais. Stockholm tem tantos lugares históricos, Museu de arte, museu de Prémio Nobel, a cidade antiga (Gamla Stan), Castelos (Palácio Real), ..., o ilhas localizadas no mar do leste. Dá para conhecer Stockholm em um dia só? Não, mas é suficiente para se apaixonar. A fotos na galeria falam por sim mesmo ....

 

Do nosso camping (Bredäng Camping) são apenas 10 min a pé e de lá o trem vai diretamente ao centro da cidade, Tudo muito limpo e tudo organizado.

Citymap Stockholm
PDF – 805,5 KB 38 transferências

Dia 7: De Stockholm a Cidade de Umea, Suécia  02.06.2023 - 560 km

Partimos com certa tristeza de Stockholm, um dia realmente é pouco para explorar uma cidade desta beleza, mas temos ainda muita a frente e vamos que vamos. Por volta das 09:30 horas partimos do Camping Bredäng subindo pela costa do golfo do mar báltico. Paisagem linda, mar e florestas. Aproveitamos e realizamos as nossas compras do dia a dia, alimentos e bebidas, uma vez que restaurantes e bares são caríssimos na Suécia. Chegamos por fim, por voltas das 22 horas no First Camp de Umea, um lugar bem agradável para pernoitar, com duchas e banheiros bem limpos. Testamos o nossa mini churrasqueira para um jantar delicioso. Nota se, mesmo perto da meia noite, não se escurece nesta época.

  

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Impressões do dia de Stockholm a Umea - 560 km

Dia 8: De  Umea a Cidade de Gällivare, Suécia  03.06.2023 - 491 km

Demoramos hoje para sair do Camping, 10:30 horas mas como não escurece mais, todos nos estamos perdendo um pouco a noção entre dia e noite, até porque neste momento e neste lugar realmente não existem.  A paisagem já fica mais simples, florestas de coníferas. Paramos numa pequena cidade de Arvidsjaur (Suécia) para tomar um café e finalmente às 16:50 horas chegamos no Circulo Polar Ártico (Latitude 66° 33' 4" norte) na altura da cidade de Jokmokk. Um sensação incrível. O "Arctic Polar Circle" na verdade é uma faixa de cerca de 180 km e pela inclinação da terra, daqui para frente o sol no verão ártico não desce mais, com iluminação de 24 horas, a famosa sol da meia noite. Às 18:30 finalmente chegamos ao nosso destino do dia, no Camping AB de Gällivare, Suécia.

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 9: De Gällivare, Suécia a Cidade de Alta, Noruega, passando por Finlândia 04.06.2023 - 491 km

Partimos de Gällivare, Suécia por volta das 10 horas. Nos morros de Gällivare tem ainda neve e as temperaturas sem de acordo. Tempo fechado, rumo ao Nordkapp! Antes de entrar na Noruega, passamos primeiro pela Finlândia. Que maravilha é essa comunidade europeia. Apenas uma placa que sinaliza o novo pais. Sem controle, sem demora de imigração ou documentação veicular para transitar. Em Karesuando, Suécia, aproveitamos uma parada para comprara brindes (gifts) de viagem, que loja maravilhosa no meio de nada, até rifles para casar ursos tem. Sim, realmente nesta região tem ursos! Às 18:30 horas finalmente chegamos no Camping Solvang (N62°11'44.34", E7°8'25.53"), na cidade Alta, Noruega, que servia durante a segunda guerra mundial como base naval dos alemães. O Camping Solvang é bem bonito, na beira de um fiorde. Tem tudo para pernoitar, banheiros, cozinha, ... 

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Impressões do dia de Gällivare, Suécia a Alta, Noruega - 491 km

Dia 10: Cidade de Alta ao Nordkapp (Cabo Norte)  05.06.2023 - 240 km

 

De Ushuaia (Antártica) ao Nordkapp (Ártica)

Subindo da cidade de Alta, o tempo está ficando cada vez pior. Neve está aparecendo e vento cada vez mais forte. São os sinais do mar Baring (Baring See) e com isso, sinal que estamos chegando ao ponto mais norte da Europa, chamado o Cabo Norte (Nordkapp). Finalmente após 240 km rodando, estamos chegando ao nosso destino desta viagem, o querido Nordkapp!

É emocionante chegar a este lugar. Mesmo com o frio, vento e até neve, é um lugar místico, impressionante e simplesmente um espetáculo da natureza.

Foi um sonho de tantos anos, sempre parecendo muito distante, mas mais uma vez fizemos, conquistamos os nossos sonhos e seguimos aos nossos instintos e vontades de Rodas Sem Fronteiras.

Em 2004 o nosso grupo chegou em Ushuaia, Terra do Fogo, cidade mais sul (austral) das Américas já na beira da Antártica. Foi a primeira viagem na época, muitas estavam para vir e nem se imaginava aonde esse grupos com seus membros seria capaz em fazer e chegar.

De Ushuaia ao Nordkapp em linha "reta", são cerca de 16.000 km estamos no Nordkapp, ponto mais nórdico da Europa, no circulo polar Ártico. Tem uma estrutura muito boa, com museu, café, restaurantes, etc. Tem que pagar um ingresso de cerca de € 30 por pessoa. Vale, e como vale, pois o clima no Nordkapp é para sofrer e um lugar quente e protegida é praticamente essencial.

Não conseguimos ver o sol da meia noite, uma vez que estava com tempo fechado, mais temos 24 horas de dia. O fenômeno da Aurora Boreal é difícil para prever, e nesta época, praticamente impossível para ver, os meses de maior probabilidade são Março e/ou Novembro. Decidimos pernoitar no estacionamento do Nordkapp, com frio, vento e neve, mas com a certeza de ter cumprido mais uma missão.

Rodas Sem Fronteiras 2023


Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Clique na foto para comentário do dia no Nordkapp

Impressões do dia de Alta ao Nordkapp 240 km

Dia 11: Do Nordkapp (Cabo Norte) ao Inari, Finlândia  06.06.2023 - 371 km

Tomamos apenas um café para nos esquentar e partimos logo às 9:30 horas em direção ao sul. A noite nos mostrou o clima real do Nordkapp, temperaturas entre 0 a 2°C, muito vento e até neve. Aproveitamos a infraestrutura montada no local, aquecido, banheiros e restaurantes. Mas ao dormir são os momentos quando um bom saco de dormir e aquecimento no moto home fazem realmente a diferença.  O Nordkapp foi o nosso ponto mais norte da viagem, e a principio agora estamos no caminho para casa. Por volta das 13 horas paramos numa pequena cidade norueguesa Lakselv para um almoço no Marthes Bistro, de um espanhol, que morava em Munique e pelo amor se mudou ao norte da Noruega. Logo depois cruzamos a fronteira, entrando novamente na Finlândia até o Camping Inari ***, situada na cidade com o mesmo nome. Ele não é uma grande coisa, fica diretamente na estrada principal da cidade, relativamente caro, cerca de € 35 por veiculo, mas bem localizado é para uma noite só e com uma cabana com chasqueia maravilhosa. Bom, ficamos conversando e grelhando até às 2.30 horas de manha, mas nem assim, escureceu.

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 12: De Inari, Finlândia a Oulu | Sim, vistamos o Papai Noel |07.06.2023 - 520 km

 

Da cidade de Inari, Finlândia à terra do papai Noel, Lapônia. Partimos por volta das 11 horas  de Inari, Finlândia e sem duvida alguma tivemos que visitar no circulo polar ártico, na região de  Lapônia o Papel Noel (Santa Claus).

Para quem não sabe, a residência oficial dele fica na cidade de RovaniemiFinlândia. Conseguimos uma audiência pessoal, e sim, acredito ou não, ele existe! Muito emocionante, muito legal, é mágico. Bom, claro apenas para aqueles que sempre se comportam bem durante o ano. Ficamos duas horas no local e recomendo a todos, quem consegue passar um dia neste local. Partimos da cidade do Papel Noel (Santa Claus Village) por volta das 17:30 horas e rodamos ainda até a cidade de Oulu, Finlândia onde pernoitamos no camping SF Caravan Rantasarken, que merece *****.

Na noite aproveitamos mais uma vez de uma cabana linda de inda de madeira, para um jantar com churrasco, vinho e simplesmente curtindo da querida companhia do grupo Rodas Sem Fronteiras.

Clique na foto para ver o vídeo no Youtube

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 13: De Oulu a Cidade de Vaasa, Finlândia 08.06.2023 - 344 km

De Oulu, Finlândia até Vaasa. Faltam apenas 480 km até Helsinki. Aproveitamos e vistamos o centro da Ovulo de manha. Um cidade bonitinha, e uma das maiores na Finlândia com cerca de 200.000 habitantes. O sol se tornou o nosso amigo. Todas as cidades até então, o sol sempre estava presente. Rodamos até às 20:30 horas, chegando no Top Camping Vaasa*****.

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 14: De Vaasa a Helsinki Finlândia 09.06.2023 - 304 km

Que lugar lindo, o Top Camping Vaasa *****, só podemos recomendar. Aproveitamos a manha com lavar roupas, uma vez que tem todas a estrutura no camping, inclusive secadora e um campo de golf ao lado, que o nosso companheiro Michael aproveitou para um jogo. Partimos finalmente por volta das 11:15 horas até a cidade de Iittala, onde se localiza a fabrica dos produtos Iittala, não conseguimos resistir e visitamos o outlet da fabrica. Na Finlândia é muito comum, nomear as empresas pelo nome da cidade onde fica a matriz. Quem não conhece a marca Nokia, e adivinha, a Nokia foi fundada na cidade de Nokia. Finalmente às 19:00 horas chegamos no Rastila Camping, Helsinki cerca de 20 min de metro até centro de Helsinki, com acesso ao mar Aproveitamos a tarde/noite na beira do Golfo de Finlândia, inclusive com corajosos que tomaram banjo com temperaturas beijos., 

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 15: Cidade de Helsinki 10.06.2023

Que cidade legal. Embora os finlandeses tenham a fama de ser frios, a cidade de Helsinki é tudo, menos isso. Influência de diferentes culturas, mostrando a Influência sueca do passado e atual, arquitetura que me lembro das construções monumentais da Rússia e a presença da igreja ortodoxa.

A Helsinki é tudo, menos "fria", menos uma cidade provincial. Ela é pulsante, multicultural e simplesmente apaixonante ...

Citymap Helsinki
PDF – 540,4 KB 37 transferências

Dia 16: De Helsinki  a Tallinn, Estônia 11.06.2023 - 144 km

Hoje é o dia para se despedir do nosso grande companheiro Thiago, presente em todas as aventuras e viagens deste os 3 meses de idade, sim, isso mesmo. É apenas um tchau, pois as obrigações de estudos o obrigam para voltar à Alemanha, assim deixamos Thiago às 6 horas de manha no aeroporto de Helsinki para voltar a Stuttgart para se reencontrar daqui a uma semana.

Aproveitamos o dia em Helsinki. O "one day ticket" do dia anterior está valido ainda até quase 13 horas. Assim basta pegar o metro ao centro (estação de trem principal) e de lá até à área marítima perto do terminal 2, onde nos vamos pegar às 19 horas o Ferry boot a Tallinn, Estônia. Os moto homes podem ficar até às 15 horas no Rastila Camping. Subimos ao Skyroom no Clarion Hotel, que promete ter uma vista maravilhosa sobre a cidade, infelizmente abre só após às 16 horas. Mesmo com tempo maravilhoso, não se engana, o vento e as temperaturas são frescas. Aproveitamos um almoço mesmo com os preços elevados de Helsinki. Cerveja,  Vinho, nem pensa. Que dia lindo, que cidade linda. Voltando ao Camping basta pegar os veículos e se direcionar ao porto, terminal 2 da companhia TALLINK. Os ticket compramos com em Março, sabendo que se corre risco de não pegar uma vaga em cima da hora. São em média € 36 por pessoa e cerca de € 70 para o Motohome e a travessia demora em média 3 horas.  Finalmente às 22 horas conseguimos 3 vagas no City Centre Garden Camping , basicamente um jardim atrás de uma casa no meio de Tallinn. Perfeito para nos. Saímos ainda para explorar a cidade e especificamente entrando num bar/restaurante com preços do nosso gosto e do nosso caixa, enfim, deixamos os países nórdicos para trás, entrando nos países bálticos

Dia 17: De Tallinn, Estônia a Riga, Latvia (Letônia),  12.06.2023 - 311 km

Passamos uma noite em Tallinn, Estônia, visitamos a cidade e chegam após 380 km a Riga, capital da Letônia escolhendo o Riverside Camping*****

Tallinn, uma cidade de 400.000 habitantes capital da Estônia. O passado e a atualidade é presente neste local e modelaram a cidade. Em 1991 após um a história perturbada, finalmente a Estônia se liberou da antiga União Soviética, conseguindo trajar o seu destino independente na comunidade europeia, mas hoje todos os países bálticos sofrem ameaças pela Rússia novamente ...

Citymap Tallinn
PDF – 518,5 KB 47 transferências

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 18: Riga, Latvia (Letônia),  13.06.2023 | City tour ...

A Riga, Latvia (Letônia), uma cidade que aprendemos amar, linda, cheia de histórias, bares e o toque de liberdade. Certamente vai ficar em nosso memória. Do nosso Camping, Riverside Camping*****",  à cidade histórica são cerca de 5 km. Dá para fazer tudo a pé, caminhando, sem dificuldades e sem necessidade de um veículo ou taxi. Foi bom assim, pois pelos preços baixos dos países bálticos, aproveitamos o ambiente super agradável, petiscando e tomando vinho e cerveja, produtos aparentemente raros nos países nórdicos. Talvez tenhamos tomados hoje um pouco acima do nosso limite, mas ..., merecidos.

Citymap Riga
PDF – 2,3 MB 37 transferências

Dia 19: de Riga, Latvia (Letônia)  a Varsóvia, Polônia| Divisa com Kaliningrado, Rússia | 14.06.2023 - 581 km

De Riga logo, logo entramos em mais um pais, a Lituânia, todos com independência declarada em 1991, quando a União Soviética entrou em colapso. Desviamos um pouco a nossa trajetória e chegamos a fronteira com a Rússia na enclave Kaliningrado, antiga Kőnigsberg Sentimos o mofo do ultra passado e a ameaça que a Rússia representa a esses países é para a região, no passado e hoje, ..., que absurdo passar por isso no pleno século 21!

Kaliningrado é Kőnigsberg

A cidade de Kőnigsberg era por praticamente 7 séculos a capital da província leste da Prússia. Com o término da segunda Guerra mundial em Maio de 1945 a história para essa cidade e toda a região tomou um rumo bem diferente. Na conferência de Potsdam o Stalin insistiu que a região de Kőnigsberg (Ost Preusen) ficará para a União Soviética e em 1946, o resto dos alemães foram expulsos, a cidade ganhou um novo nome, chamada  daqui para frente "Kaliningrado" e se tornou uma base militar com finalizando uma cultura regional de séculos. A base militar hoje possui inclusive armas nucleares e se tornou mais importante para os russos.

A União Soviética se foi, Estônia, Letônia e Lituânia se declaram Independente em 1991, mas conforme o contrato de Potsdam, a parte de Kőnigsberg permaneceu com a Rússia.

Hoje é uma tristeza, observar o atraso na região e olhando os atos violentes do regime Russo atual, a ameaça do passado se tornou uma ameaça atual ...,

Clique na foto para ver a abertura no Youtube

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 20: Varsóvia, Polônia| City Tour| 15.06.2023

Cidade de Varsóvia, Polônia

Varsóvia é o símbolo de distriuição e recuperação. Uma cidade que foi destruído em 85% durante a segunda Guerra mundial, uma cidade onde os alemães criaram em 1940 o Ghetto durante a ocupação, montando no centro da cidade uma muralha e um bairro com condições absurdas de sobrevivência para 350.000 judeus que representavam quase 30% da população de Varsóvia na época.

Varsóvia foi reconstruída, inclusive a cidade antiga o "old town". As cicatrizes permaneçam, lembrando aonde a ignorância, preconceito e falsas ideologias podem levar. O mundo aprendeu? Não sei. Mas Varsóvia se recuperou está bonita, está com vida e acima de tudo o símbolo de recuperação. Viva Varsóvia!

Citymap Varsovia EN
PDF – 6,3 MB 38 transferências

Dia 21: de Varsóvia, Polônia a Prada, República Tcheca, 16.06.2023 - 769 km

De Varsóvia, Polônia a Praga, República Tcheca. É um dia para rodar. Por sorte não precisamos passar pelo centro de Varsóvia, pois o transito é caótico. Partimos às 9 horas, basicamente rodando e parando apenas para reabastecer. Às 22:00 horas finalmente conseguimos chegar no Camping Oase**** , cerca de 20 km, sul do centro de Praga.

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 22: De Praga, República Tcheca | Visita na Pilsner Urquell | Rothenburg ob der Tauber, Alemanha, 17.06.2023 - 383 km

O Camping Oase****  fica cerca de 1 hora do centro de Praga. Existe um ônibus que passa de uma em uma hora, durante a semana, porem, no sábado não é bem assim. Decidimos deslocar os nossos veículos mais no centro de cidade, deixando num estacionamento P+R Zlicin, com monitoramento por câmera é uma estação de Metro ao lado levando diretamente ao centro de Praga.  Bom, sempre amei Praga, mas desta vez comparando com a beleza das cidade que passamos, confesso, Praga não me convenceu. Muito cheia, muitas turistas, inclusive nos, enfim, após um almoço com preços novamente aceitáveis, partimos a cidade de Pilsen, cerca de 130 km de Praga, Ai sim, a cerveja tipo Pilsen, todo mundo conhece. Mas quem sabe da origem? É aqui! Aqui na Pilsner Urquell, na cidade de Pilsen na antiga Boemia. Essa vista não pode faltar e aproveitamos ao máximo. Às 17:30 horas partimos de lá, e logo cruzamos a fronteira entrando à Alemanha após 22 dias rodados. Sentimos que agora estamos no final da nossa aventura, mas temos mais um dia e esse não vamos desperdiçar. Chegamos finalmente às 22 horas em Rothenburg ob der Tauber, uma cidade medieval super bem, preservada. A visita vamos deixar para amanha, pois aqui já está ficando escuro a partir das 22:30 horas

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

Dia 23: De Rothenburg ob der Tauber a Wildberg | Chegando em casa| 18.06.2023 - 185 km

 

Chegamos onde iniciamos ...

Aproveitamos o domingo de manhã para conhecer a cidade de Rothenburg ob der Tauber, uma cidade linda, histórica e ideal para completar a nossa viagem. De lá faltam apenas 160 km para chegar a Wildberg, onde partimos 3 semanas atrás. Apenas 3 semanas e 8.400 km rodados. 3 semanas cheias de desafios, novas culturas e experiências incríveis.

se pergunta, vale a pena este tipo de viagem? Vale a pena percorrer tudo isso? A minha resposta é simples e curto. Sim, vale cada minuto e cada metro percorrido!

Vamos voltar aos nossos lares e ao nosso dia a dia normal, com saudade deste mundo maravilhoso e acima de tudo com saudade deste grupo excepcional!

Pergunta se qual vai ser a próxima viagem? Não sabemos, ainda não. Mas a vida é uma viagem, todos os dias, as vezes mais longe as vezes são etapas menores. Enquanto estamos em movimento está tudo certo.

Chegamos onde iniciamos mas tudo diferente, com mais bagagem e com uma satisfação enorme de ter realizado mais um sonho de Rodas Sem Fronteiras ...

Clique no mapa para ver o roteiro via Youtube

18.06.2023 | Voltamos onde tudo começou, 8.400 km depois, muitas amizades e riqueza de tantos países ....